Como evitar a obesidade infantil desde cedo

O hábito alimentar passa de geração em geração, inconscientemente vamos modulando os gostos alimentares dos nossos filhos com base nos alimentos que gostamos, e isso serve para aversão daqueles alimentos que não gostamos também.

Se você não gosta de banana e não der banana ao seu filho, provavelmente ele também não gostará. Se você gosta de molhar bolacha no café e ensinar seu filho a fazer o mesmo, ele fará por imitação e a chance de gostar É GRANDE.

Espelho: Por isso, ser EXEMPLO é PRIMORDIAL para que nossos pequenos gostem de comida saudável. Não tem como eles gostarem de algo se não gostamos e não está no dia a dia deles.

A grande maioria esmagadora das pessoas não dão alimentos que não gostam aos filhos, e isso afeta negativamente na formação do paladar do bebê.

Não dar açúcar/ultra processados: Inclusive falei sobre isso no TCC, o bebê já nasce gostando de doce, por isso não é necessário e não devemos dar alimentos açucarados à eles, pois afeta não só na saúde à longo prazo, mas também na formação do paladar. Dar alimentos não só açucarados, mas também os “salgados” ultra processados prejudicam o desenvolvimento do paladar devido a grande quantidade de realçador de sabor, sódio e gordura hidrogenada (tudo que deixa o alimento altamente palatável e isso quer dizer que, a probabilidade da comida de VERDADE se tornar SEM GRAÇA e ocasionar rejeição por alimentos saudáveis é GRANDE).

Tempo de formação do paladar é importante: Devemos dar no mínimo 10 vezes o mesmo alimento na introdução alimentar (formas de preparo diferentes) para que o bebê possa aprender de fato a gostar ou não. Quando o bebê experimenta alimentos não saudáveis, a quantidade AUMENTA para no mínimo 20 VEZES!

AJUDA QUEM NÃO ATRAPALHA: Não é fácil ficar com a responsabilidade em dar apenas alimentos saudáveis, imagina ter que fazer MUITO mais para “reparar o estrago” devido o contato precoce de alimentos ultra processados na alimentação dos pequenos.

Por isso, ALIMENTOS DE VERDADE SEMPRE! Dê um iogurte natural, abacate, maracujá (simmm, muitos não gostam, mas o bebê tem direito de conhecer esses alimentos). Na maioria das vezes é necessário ajustar toda a alimentação da família, por isso com acompanhamento profissional fica mais fácil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s