Grávida pode amamentar?

Quando uma mulher continua amamentando durante a gravidez chamamos de lactogestação e quando amamenta filhos de idades diferentes chamamos de amamentação em tandem.

Muitas mães param de amamentar quando descobrem que estão grávidas por medo de que possa fazer mal para a gestação, para o filho que está mamando ou para o bebê que está na barriga.

Diversos profissionais seguem uma conduta totalmente ultrapassada, seguindo crendices que ouviram por aí.

Mito do desmame

Ao contrário que muitos pensam, o próprio Ministério da Saúde ressalta que a mulher pode continuar amamentando durante a gestação. Claro, o bebê menor tem prioridade pois precisa ganhar peso e nutrientes para se desenvolver.

É benéfico tanto para o bebê quanto para o irmão mais velho. O irmão mais velho terá oportunidade de receber o colostro 2 vezes e o bebê terá a sorte do irmão mais velho em ajudar pois muitas vezes o bebê que acabou de nascer ainda não sabe mamar (peito não é estoque, é fábrica, ou seja, quanto mais estímulo, mais produção).

Amamentação em tandem não prejudica amamentação, não causa parto prematuro se a gestação for de baixo risco.

O bebê não irá ficar sem colostro. O que pode acontecer é do leite mudar de sabor durante a gestação. O leite normalmente fica mais salgado, mas também pode diminuir (muito comum) ou secar e o irmão mais velho estranhar e até mesmo rejeitar.

O caçula não irá ficar sem nutrientes, mas a mãe precisa certificar-se que está ingerindo todos os nutrientes necessários.

Não é necessário fazer o desmame durante a gestação e muito menos um desmame abrupto ao engravidar.

Uma decisão sua e de mais ninguém

Se a mãe é saudável, não há problema em seguir amamentando o filho mais velho.

A mãe pode sentir muita coceira, principalmente perto dos seios e axilas, isso acontece devido ao hormônio ocitocina. Também pode ocorrer muita sensibilidade nos seios.

Os especialistas até acham benéfico. A natureza é sábia, o mais velho não está roubando nutrientes do caçula. Inclusive, o artigo “Breastfeeding more than one: multiples and tandem breastfeeding” (em português: Amamentado mais de um: amamentações múltiplas e amamentação em tandem) mostrou que, durante o terceiro e o quarto mês de gravidez, e devido à interação dos hormônios, se reduz um pouco a produção de leite para concentrar todos os nutrientes no desenvolvimento do feto.

Depois do bebê nascer, a produção de leite volta em grande quantidade e amamentar dois filhos ao mesmo tempo é positivo pois a produção de leite aumenta de acordo com a demanda.

De qualquer forma, é uma decisão da mãe, se quer continuar amamentando ou não.

2 comentários em “Grávida pode amamentar?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s